Páginas

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Estou Chegando

Eu sou uma criança crescida, indecisa em muitos aspectos da minha vida, meu pai costuma me dizer que "o tempo é uma raposa", que hoje eu tenho 27 anos mas que para eu chegar nos 40 é um pulo e a gente nem percebe, aí eu paro e penso...e se eu morresse hoje, nesse exato momento, o que eu teria produzido de bom em minha vida, além de ter colocado no mundo uma coisinha linda de 8 anos de idade, fruto de um relacionamento imaturo de adolescente (rs) .

Sou formada em hotelaria e meu sonho é conhecer a Europa, fazer um tour por vários países , porém ainda não vejo como uma realidade, as condições não permitem, e será que um dia vão permitir?
Tenho tanto medo de estar velha demais para investir em algo que realmente me agrade, e tenho medo de continuar no que não me agrada por medo de estar velha demais pra começar e nunca ser nada "produtiva". Sempre ouvi dizer que temos que fazer o que realmente gostamos de fazer, para que possamos fazer bem feito, mas o problema é exatamente esse, eu não tenho certeza ainda do que quero e a roda da vida vai passando, nas palavras no nosso querido  e insequecível poeta Cazuza "o tempo não pára"...
Acabo me iludindo ouvindo as palavras de Pedro Bial (adoro, acho um homem inteligentíssimo) em um de seus textos "Filtro solar" :
"Não se preocupe com o futuro.
Ou então preocupe-se, se quiser, mas saiba que pré-ocupação
é tão eficaz quanto mascar chiclete
para tentar resolver uma equação de álgebra.
Não se sinta culpado por não saber o que fazer da vida.
As pessoas mais interessantes que eu conheço não sabiam,
aos vinte e dois, o que queriam fazer da vida.
Alguns dos quarentões mais interessantes que conheço ainda não sabem..."
A vida bem que poderia ser surreal, como nos poemas que adoramos e "viajamos" , nos contos de fada, mas está beeeem longe disso, então temos que sacudir a poeira, olhar pra frente e se preocupar com o futuro SIM, mas...E se  faltar força de vontade ??? O que faço ??
É nessa hora que sinto muita falta da minha mãe ao meu lado (calma gente, ela não morreu, apenas mora há 2.000 km de mim..rs) para me colocar pra cima, para me ajudar a enfrentar tudo isso e me apoiar.
Vou dar um exemplo real de como eu me sinto quando isso acontece: imagine que você trabalha em uma loja e tem um chefe que está lhe cobrando meta, dando motivação, incentivo para você não desanimar, para vender e continuar produzindo cada vez mais, de repente você monta sua própria loja é seu próprio chefe, se vê "livre" daquelas cobranças e pressões, é você mesmo a responsável por tudo, parte comercial, operacional. marketing, contabilidade dentre outras coisas. Mas um dia você acorda sem "saco" nenhum para abrir a loja ou para vender, resolve tirar um dia de folga, isso é vicioso (falo por experiência própria), e toda vez que se sente assim resolve que não vai abrir a loja, no final do mês você percebe que seu lucro é tão baixo que nem deu pra cobrir seu custo fixo do mês e se pergunta porque quando vc era apenas um vendedor você lucrava muito mais tabalhando para a loja "dos outros", então, você chega a seguinte conclusão : "O ser humano precisa estar sendo pressionado, incentivado e cobrado, para que as coisas fluam de acordo com todo o planejado" ter a liberdade de seguir seu rumo sem ter os pais cobrando é uma faca de dois gumes não é verdade??!!
Sinto falta de você mãezinha me cobrando para estudar, ir bem nas provas, passar no vestibular, Nossa, às vezes sinto tanta vontade de ser criança de novo !! rsrs
Ahh! Estou de casamento marcado, mas essa é uma história, que eu conto numa proxima parada...rs

SOU ASSIM :

Seguramente, uma pessoa menos desvairada, mais intensa ( isso é possível?) e mais prudente do que era há alguns anos. Esse lance de prudência, a maturidade me ensinou, aos trancos e barrancos. E eu ainda estou aprendendo. Sou um pouco mais por mim e não alimento  falsas  esperanças de que as pessoas mudem da noite para o dia, para se adaptar ao seu modo de vida e aos seus gostos. Também não tenho o menor saco para me imaginar "fazendo fita" para agradar meia dúzia de pessoas que se acham no direito de avaliar a vida de alguém, dar nota pra ela e fazer com que essa avaliação determine ou não a sua inserção em um uma determinada roda social.
Não. Não sou antipática. Aliás, sim, sou um pouco. Tenho que confessar. Perdi a vergonha de assumir publicamente gostos e desgostos. E acredito piamente que as pessoas se aproximam ou se afastam por agrados e desagrados em comum. Ninguém é obrigado a me aturar. Nem eu sou. Não faço questão de fazer parte dessa sociedade hipócrita que finge te estender a mão, te fazer convites e querer sua presença, só porque você, teoricamente, faz parte de um seleto grupo de pessoas cujo "poder" faz as vezes de alma...
Sou maluquinha, estressada, minha mãe me define como um furacão, mas no fundo no fundo sou uma manteiga derretida, um coração de manteiga.

Me perdoem se meu blog não for tão interessante assim de início, a verdade é que eu sou "verdinha"nessa história de blog, hoje é meu primeiro dia, ainda nem sei mexer direito nele mas como sou muito curiosa, vou fuçar, aprender e melhorá-lo cada dia mais.

18 comentários:

Yoyo disse...

Seja bem vinda!
Adorei sua estréia nna blogsfera, filhota.Chegou arrasando, hein!
Bjo no core

Carmen Martins disse...

Boa sorte na blogosfera! sou amiga-virtual da tuya mamis, que, aliás, adoro! bjks

ELIANA-Coisas Boas da Vida disse...

ADOREI VIR AQUI LER ESSE TEXTO MARAVILHOSO !
BEM VINDA VC VAI ARRASAR!
BEIJO

Mauro S disse...

Oi Indira, seja bem-vinda, já estou te seguindo, e vou levar teu blog para o meu também, o Koisas e Coisas, então é isto, ainda seguirei nele lendo-a, conhecendo um pouco mais de você.
Beijos e ótima quarta e bem vinda a blogosfera.
Sigo a Yoyo, agora a filha dela.

Deia disse...

Oi Indira! Imagina, não tem idade aqui na blogosfera! Somos todos novatos, engatinhando! Seja muita bem vinda, sua mãe (que é um encanto) recomendou a visita e gostei muito! Quero saber da história do casamento depois, viu? Um beijo, Deia.

Juliana disse...

Oi linda, to passando e amando, vi a postagem no blog da sua mãe e vim conferir. Amei, você é linda como sua mãe. Bjus e ja vou te seguir!

Mauro S disse...

Aqui no meu computador anuncia 13 graus, de manhã cedo disseram ser 1 ou 5, não saí nesta hora, mas geando agora à tarde, vem pra cá correndo, e curte teu frio, e torço para que o verão chegue logo.
Temos praia em Pelotas/RS de lagoa, Praia do Laranjal que na verdade é um bairro e há 45 km daqui na cidade vizinha de Rio Grande, a praia do Cassino, esta de mar.
Tenho fotos espalhadas pela internet, algumas do Laranjal, outras do Cassino aqui no blog, Flickr e Flog Me, entre no blog Lobo Mauro ou mesmo aqui no Koisas e Coisas em cima onde diz, "Busque-me aqui!".
Beijos.

solange oliveira disse...

ENTÃO... SEJA MTO BEM VINDA A ESSE MUNDO, E SE PREPARE POIS ELE VICIA.
BEIJOKAS...

SOL

ANDREA FRANZONI disse...

olaaa vim visitar e vou ficar rs....adoro o blog da yoyo por isso ja estou seguindo vc tbm.....é muito bom ter blog vc vai ver rsrs....seja bem vinda na blogosfera,...bjo
meu blog é coral acessorios femininos e outro sobre comidas e decor....

Danny disse...

Ola linda
Seja bem vinda a esse mundo da blogsfera.
Adorei sua estreia,ficou um post completinho.
Sou amiga-virtual da sua mãe.
Conte comigo sempre que precisar.
Desejo um ótimo restante de semana.
Força na peruca.Beijocas

Ariadne disse...

Olá Indira !!! Estou desejando boa sorte... todas estamos aprendendo um pouco todos os dias... vc vai ver como isto aqui é viciante !
Adoro papear com tua mãe !! E olha que ela ama este netinho aí viu ??

Bjks e vou começar a te seguir...

espero vc lá nos meus blogs tbem:
www.blogdospaixao.blogspot.com
www.toquedepaixao.blogspot.com

Lúcia Soares disse...

Indira, vim a convite de sua mãe, também. Uma pessoa que conheci a pouco tempo ms que já sei que é da melhor qualidade.
Espero que goste dos palpites de uma avozinha de 4 netos (3 meninos e uma menina), que adora mesmo "falar" muito. (consequentemente, escrever muito).
Seu filho é lundo, já o tinha visto no blog da Yoyo.
Você é uma gata e vai conseguir ter um blog lindo.
Ainda é muito nova, faz muito bem em ter sua independência, por mais que nos custe, as mães, vivermos longe dos filhos.
Passamos a vida inteira a aprender, a não saber com certeza o que queremos. Ainda bem que mudamos, podemos mudar.
Seja sempre feliz!
Beijo!

Fátima disse...

Olá menina linda, seja muito bem vinda nesse mundo viciante e adorável.
A maioria de nós é recém nascido nesse "ramo", não esquenta não.

Talvez o que vou dizer mais atrapalhe que ajude, mas vamos lá.
Suas dúvidas e inseguranças que hoje te afligem e angustiam , vão diminuir com o passar dos anos mas, acabarem não vão nunquinha meu bem, passamos a vida sem a real certeza de que fizemos o que queríamos, ou se fizemos da maneira correta, ou então, se deveríamos ter feito outras escolhas, enfim...essa dúvida cruel não nos abandona jamais, é próprio do ser humano essa vontade de abraçar o mundo sem saber bem como e quando afrouxar esse abraço.
Portanto , corra sempre esse olhão verde lindo de morrer até o mais longínquo que conseguir, e traga pra você todos os seus sonhos e passos possíveis de serem dados e suportados. O resto só Deus sabe.
A vida com toda certeza lhe reserva muitas coisas boas e muitas realizações, desde que trilhe sempre o caminho do bem, galgada em muita fé em Deus e em você mesma.

Aff, quase um livro, rs.

Beijo muito carinhoso nesse coração de criança grande.

p.s.:Sua mãe é uma pessoa muito querida e admirada, deve se orgulhar sempre .

Beth/Lilás disse...

Oi, Indiraaaaa!
Claro que eu tinha que vir aqui conhecer a gatinha loura da minha amiga virtual Yoyo!
E que prazer ler um post tão bem escrito e explícito!
Adoro ver jovens se expressando através das palavras e a blogosfera é o lugar disso, pois aqui, como na vida, se souber caminhar com gente boa ao seu lado, sempre terá bons amigos para um dividir suas alegrias ou tristezas.
Quanto aos seus desejos, fique certa, dará tudo certo, pois você está se preparando, se focando para isto.
Bem vinda e tudibom!
bjs cariocas

Glorinha L de Lion disse...

oi Indira, sou amiga de blog da sua mãe e tenho uma filha quase da sua idade que tb atravessa uma fase difícil e que pela sua descrição, é parecida com vc! Ela é um furacão tb! hehe Vai lá no blog dela,convida ela pra vir no seu, acho que vcs vão se gostar. Beijos e boa sorte na vida e no blog!

Clau Finotti disse...

Oi Indira!
Meu último ato da noite, quase madrugada, é vir aqui seguir você!
Depois visito e bisbilhoto com mais calma.

Grande beijo e bem vinda ao muito "bloguístico". :o)

Clau Finotti

Ana Maria Braga disse...

Que blog simpático e a dona dele tb !!. Seja bem-vinda à blogsfera querida. Beijos.

Barbie Girl disse...

Olá, adorei!!

Seja bem vinda ao mundo da blogosfera, se prepare porque vicia e é bom demais, porque na realidade faz muito bem para gente.
Como você, também fui mãe aos 19 e procuro sempre crescer, evoluir e na busca constante pela realização dos meus sonhos e projetos e isso que me faz feliz!!

Se precisar de ajuda estamos aí!

beijos e boa sorte!